A melhor experiência da minha vida, confira o depoimento do Intercâmbio do Douglas!

Uma das melhores partes de blogar é fazer contado com pessoas fantásticas de diversas partes do mundo. Foi através do blog que eu conheci o Douglas Andrade que me enviou um e-mail em maio do ano passado contando que estava prestes a embarcar em uma das experiências mais aguardadas da sua vida: seu primeiro intercâmbio.

Como já mencionamos em outras ocasiões, intercâmbio é coisa de gente grande e neste post você vai poder acompanhar tudo que este menino fez, desde a hora em que decidiu viajar, até retornar para o Brasil. A empolgação foi tanta que ele e alguns amigos resolveram inclusive relatar alguns acontecimentos em um blog e criaram um canal no Youtube para que os interessados não perdessem os melhores momentos, ou os mais tensos. Segue abaixo o depoimento do Douglas. As citações são trechos mencionados em depoimentos no blog que ele escreveu para relatar sua experiência. Confira:

Depoimento do Intercâmbio do Douglas Andrade

Golden Gate

Douglas na Golden Gate Bridge

2015 foi um ano que sempre ficará marcado em minha memória, foi quando fiz meu primeiro intercâmbio. Me chamo Douglas Andrade, sou analista de T.I. e tenho 25 anos. A ideia do intercâmbio surgiu da vontade de ter uma experiência única no exterior, então junto a um grupo de 13 pessoas saímos do Brasil com destino a San Francisco, na Califórnia. Continuar lendo

Como estudar inglês e não gastar nenhum centavo: Adult School!

Com a alta do dólar estudar em uma escola de baixo custo tem sido uma busca constante dos brasileiros. Se o curso for de graça então, melhor ainda! Nós já comentamos em artigos anteriores sobre a oportunidade dos colleges e agora vamos abordar mais uma alternativa que são as Adult Schools.

Adult Schools

O que é uma Adult School?

Screen Shot 2016-01-28 at 9.54.48 PM

Adult Schools. Fonte: pixbay.com

 

As Adult Schools são escolas designadas a prestar treinamentos para estudantes que não fizeram o ensino médio ou que querem dar continuidade aos estudos para se capacitar para o mercado de trabalho e um dos cursos oferecidos por todas elas é o de inglês como segunda língua. Os cursos destas  escolas são financiados pelo estado e portanto, grande parte dos cursos é gratuito ou tem um custo bem acessível.

Continuar lendo

Considere a Intrax antes de fechar seu curso de inglês em San Francisco

Se você tem interesse estudar inglês em San Francisco saiba que escolher a escola que mais se adequa as suas necessidade pode fazer toda a diferença.

Quando o aluno tem pouco conhecimento do idioma, qualquer escola pode contribuir significativamente para o aprendizado. Mas depois de atingir um determinado nível é essencial investir em um programa que possa te ajudar a lapidar os erros, construir um vocabulário mais profissional e desenvolver habilidades que possam te preparar para o mercado de trabalho.

Se você já está nesta etapa, considere a escola Intrax ao tomar sua decisão.

Intrax

Programas oferecidos pela Intrax

Além do curso de inglês em geral que vai do nível 1 á 10 e dos cursos preparatórios para os exames de proficiência como Toefl, Cambridge CAE e FCE. A escola também conta com:

Certificados Profissionais

Screen Shot 2015-11-09 at 10.23.25 PM

Fonte: Intrax

Os certificados são em Marketing e Publicidade, Gestão de Projetos e Administração de Empresas. Neste programa o aluno terá a oportunidade de desenvolver habilidades e o enriquecer o vocabulário de acordo com a sua carreira. Mas o objetivo do programa vai além do aprendizado do idioma. Os professores são  profissionais do mercado e o intuito é oferecer uma experiência mais desafiadora, conhecer mais sobre o mercado, criar um portfólio, conversar com profissionais da área, participar de projetos em equipe e estudos de caso, além de ter a oportunidade de visitar algumas empresas no Vale do Silício. Para fazer este curso o aluno precisa ter no mínimo o nível de inglês 7. Continuar lendo

Uma escola de inglês para quem tem pouco tempo e muitos objetivos: Converse International English School

Você aprendeu inglês durante anos, já possui sua permissão de trabalho, mas ainda não se sente preparado para encarar o mercado. Foi esta a situação que um dos nossos leitores nos trouxe questionando qual a melhor alternativa neste caso.

Sabemos que ler artigos em inglês, ver filmes sem legenda, conversar com os nativos, fazer voluntários, entre outras situações vai te ajudar e muito a construir seu vocabulário, melhor sua gramática, audição, fala e assim por diante.

No entanto, neste caso a necessidade era de um profissional que já possui um excelente conhecimento do idioma e precisa aprender o inglês técnico voltado para a área que ele pretende atuar no menor tempo possível.

Após visitar algumas algumas escolas e até mesmo frequentar algumas aulas para conhecer melhor o método de ensino, nos deparamos com a Converse International English School.

Converse International School of Languages

Screen Shot 2015-10-26 at 3.59.58 PM

Fonte: CISL

Primeiramente, o atendimento já é um super diferencial. Eles sentam com você, tentam te conhecer um pouco melhor, perguntam todos os seus objetivos e fazem as sugestões dos programas que melhor se adequam as suas necessidades. Não é o que temos para te oferecer, mas sim, é isto que você precisa para alcançar esta meta. Depois de uma conversa e um tour pela escola, marcamos uma trial class – ou seja, uma aula demonstrativa. Continuar lendo

Mariane conta com detalhes sobre sua experiência de estudar em San Francisco

Visitar San Francisco é um sonho para muitos, que tal aproveitar sua viagem e fazer um curso de inglês?

Mariane Nishida estudou em San Francisco durante duas semanas e conta com detalhes sobre seu planejamento, sua experiência com o translado, voos e conexões, a escola e acomodação. Confira:

Depoimento de Mariane 

Sempre sonhei em conhecer San Francisco! Seja por causa dos seriados famosos, dos filmes, ou porque muita gente foi e simplesmente amou! Enfim, o sonho se tornou realidade!

O planejamento

Eu havia planejado ir para lá em dezembro de 2014. O plano original era ficar alguns dias em San Francisco, alugar um carro, e passar pela famosa Highway 1 até Los Angeles. Entretanto, tive que postergar, mas finalmente neste ano surgiu a oportunidade de viajar novamente.

Como iria sozinha, resolvei mudar um pouco meus planos e ficar somente na cidade ao invés de viajar, aproveitando para fazer um curso de inglês,  já que o curso  seria ótimo para minha vida profissional, além da escola ser uma oportunidade para fazer amizades.

Pesquisei bastante sobre a cidade e escola, os blogs Acontece no Vale, e o Hotel Califórnia foram fundamentais para me ajudar com esta viagem. Fechei o curso, a passagem,  acomodação, e o plano saúde na agência CI – Unidade Paulista. O Eduardo que me atendeu lá foi super solícito, e como já havia morado em San Fran por um bom tempo, me deu várias dicas ótimas. O único inconveniente foi em relação à acomodação, que explicarei mais à frente.

A escola e o curso de inglês

Escolhi o curso de 2 semanas na escola St. Giles.

Prédio da St Giles ao lado da Ross no centro de San Francisco. Foto by Mariana.

Prédio da St Giles ao lado da Ross no centro de San Francisco. Foto by Mariane.

O preço é superior às outras escolas, porém a qualidade das aulas, a estrutura, e o staff são excelentes! Além disso a escola é super bem localizada! A minha teacher era muito boa e a cada 2 semanas você fazia um teste e recebia um feedback. Antes de ir tive receio de ter apenas adolescentes na minha sala, mas em maio – o mês que estive lá, não havia muitos não. A faixa de idade dos alunos era de 20 á 25, mas tinha gente de quase 30 como eu (rsrsrs). Também vi gente na faixa dos 40 em outras salas. Achei super democrático! Nada contra adolescentes, mas eu sei por experiência que quando há muitos adolescentes junto, a tendência é a aula não fluir da forma que deveria, e como ficaria apenas 2 semanas, queria aproveitar as aulas ao máximo. E também não tive contato com outros brasileiro na escola. O que foi excelente para treinar o idioma.

Acomodação

Quanto à acomodação, cheguei a cogitar ficar em homestay. Mas mudei de ideia pois todas eram bem afastadas do centro e por consequência, longe da escola. Como eu não queria pegar transporte público para ir e voltar, resolvi acatar a sugestão da CI, já que era a melhor acomodação que eles tinham: bem próximo à escola, com 99% de aprovação no Tripadvisor, então fechei com o US Hostels.

US Hostels - Post Street. San Francisco. Foto by Mariana.

US Hostels – Post Street. San Francisco. Foto by Mariane.

Só que foi a primeira vez que havia ficado em um hostel na vida. Mesmo tendo escolhido um quarto duplo com banheiro privativo e a minha colega francesa ter sido super gente boa, eu não me hospedaria novamente. Primeiro porque limpeza não era lá o forte deles. Segundo porque não achei o staff prestativo. Quando precisei, eles não foram nada simpáticos. E terceiro, apesar de ser bem localizado, próximo da Union Square, à noite eu achei meio ruim andar por lá, pois tinha muito homeless nas redondezas. Além disso, tive outros contratempos, como barulho de madrugada, uma hóspede roubou a chave do quarto de outra pessoa para roubar. Enfim, como disse, não me hospedaria novamente. Acho que hostel não é para mim mesmo!

A compra dos dólares

Referente aos dólares, como a cotação estava muito flutuante, fui comprando aos poucos até a data da viagem. Ligava praticamente todos os dias em várias casas de câmbio, mas a Confidence era a quem sempre tinha a melhor cotação, e por ventura, quando não tinham, eles acabavam cobrindo a concorrência. E optei por levar o cartão Travel Money, pois não acho seguro levar muito dinheiro em espécie.

Voo para San Francisco com conexão em Houston

Meu voo foi pela United Airlines. Na ida, fiz escala em Houston, e apesar do intervalo de 2 horas para pegar o voo para San Francisco, quaaase que não deu tempo devido a fila imensa na imigração, porque ainda precisava pegar minha mala e despachá-la novamente, e por uma falha minha de não rechecar o portão de embarque no painel do aeroporto. Então quando cheguei no portão que estava informado no bilhete, me avisaram que havia sido alterado para outro terminal super longe. Tão longe que era preciso pegar uma espécie de trem. Mas por fim, deu tudo certo.  Então, é bom se atentar a esse intervalo entre um voo e outro. As vezes é melhor fazer tudo com calma e esperar um pouquinho para embarcar, do que correr como uma louca e se desesperar com receio de perder o voo como Eu! (rsrsrs).

Voo de retorno para o Brasil com conexão em Chicago

Na volta fiz escala em Chicago, e tive a pior das impressões. Fui solicitar informação com a polícial do aeroporto, e ela foi extremamente grosseira! Depois, ao achar o local para retirar as malas, fiquei ali esperando e nada das minhas malas chegarem, começou a bater um desespero! Fui falar com a moça da companhia aérea, e ela também foi extremamente ríspida comigo, e me mostrou que diferentemente do que aconteceu na ida, a minha bagagem foi despachada diretamente para o Brasil. Ufa! rsrs

Translado do aeroporto para o centro de San Francisco

Referente ao transporte do aeroporto para o Hostel, contratei pelo site da Supper Shuttle antes de viajar, e paguei no cartão de crédito ida e volta, mas NÃO RECOMENDO! Quando cheguei em San Francisco, acho que esperei um tempão até que a van chegou para me pegar, aí entrou mais um casal e logo já haviam mais 4 pessoas lá dentro. Demorou MUITO para chegar no hostel porque havia tido uma corrida na cidade, e várias ruas principais estavam interditadas. No dia do meu retorno, a van simplesmente não apareceu para me levar ao aeroporto! Apesar de estar 20 minutos antes do horário combinado esperando na recepção, quando eu liguei na central de atendimento, informaram que a van passou e eu não estava lá, e que por isso eles não retornariam! Por sorte, o hotel conseguiu me encaixar na próxima van da empresa que eles utilizam para os hóspedes, aí cheguei a tempo.

Conclusão 

Tive alguns contratempos aqui e ali, mas nada disso tirou o encanto que foi esta viagem! Amei a experiência de ter ido sozinha, as aulas, as pessoas que conheci, e claro, a cidade que é maravilhosa!

Golden Gate Bridge. Foto by Mariana.

Golden Gate Bridge. Foto by Mariane.

San Francisco vista de Alcatraz

San Francisco – vista do Alcatraz. Foto by Mariane.

San Fran vista pela Coit Tower

San Francisco – vista da Coit Tower. Foto by Mariane.

E você já estudou em San Francisco?  Compartilhe com a gente sua experiência!