Não poderia haver lugar melhor do que São Francisco para celebrar meu recomeço, confira o depoimento da Tatiana!

Mais uma amizade pra lá de especial que começou com um e-mail trocado no blog, se fortaleceu num café no centro de San Francisco e permanece nas recordações de uma experiência que vai muito além de aprender inglês. Confira o depoimento Tatiana Colturato no seu intercâmbio em San Francisco.

Planejamento

O planejamento da minha viagem foi uma etapa muito especial. Fazer intercâmbio era um daqueles desejos de adolescência que as exigências e projetos do dia a dia acabaram engolindo, mas uma pontinha de entusiasmo pelo projeto permaneceu mesmo na idade adulta.

Em 2013 houve uma reviravolta em minha vida. Fui diagnosticada com um câncer muito agressivo, Linfoma, e passei um ano e meio entre quimios e radioterapias.

Aquele foi um período de grande revisão de escolhas e de finalmente de me programar para colocar projetos em dia, afinal mesmo me considerando um exemplo em termos de saúde, pois já fui vegana e tinha uma rotina saudável com direito a meditação, leitura e exercícios, estava me deparando com a realidade de que a vida pode ser muito fugaz e que nem sempre está sob nosso controle. 

Além de um antigo projeto, viajar significou o fechamento de um grande ciclo e acho que não poderia haver lugar melhor do que São Francisco para celebrar meu recomeço!

Tati_depoimento

Tatiana Coulturato em San Francisco

Por que San Francisco?

Como eu iria viajar em Maio, precisava encontrar um local com o clima mais ameno, pois meu sistema imunológico estava enfraquecido ainda e não poderia me expor ao frio excessivo. Continuar lendo

Anúncios

Eu deixei “um pedação” do meu coração em San Francisco! Confira o depoimento da Julianne Lee

Depois de visitar a cidade, preciso mencionar Tony Bennett, mas com uma pequena alteração na letra: Eu deixei “um pedação” do meu coração em San Francisco! Esta foi uma das frases de um depoimento carinhoso que recebemos da Julianne Lee, uma das leitoras do blog. Confira:

Cable Car

Julianne no Cable Car

Depoimento do intercâmbio da Julianne Lee

Logo que terminei minha graduação e estágio, decidi viajar com o intuito de aprimorar o inglês. Eu já fazia curso numa escola do Brasil durante 3 anos, no entanto, sentia necessidade de conversar com mais fluência. Como para minha alegria tenho parentes que moram em San Francisco, decidi que lá seria meu destino do meu intercâmbio, pois poderia conciliar o combo: estudos, passeios e trabalho voluntário!  Continuar lendo

A melhor experiência da minha vida, confira o depoimento do Intercâmbio do Douglas!

Uma das melhores partes de blogar é fazer contado com pessoas fantásticas de diversas partes do mundo. Foi através do blog que eu conheci o Douglas Andrade que me enviou um e-mail em maio do ano passado contando que estava prestes a embarcar em uma das experiências mais aguardadas da sua vida: seu primeiro intercâmbio.

Como já mencionamos em outras ocasiões, intercâmbio é coisa de gente grande e neste post você vai poder acompanhar tudo que este menino fez, desde a hora em que decidiu viajar, até retornar para o Brasil. A empolgação foi tanta que ele e alguns amigos resolveram inclusive relatar alguns acontecimentos em um blog e criaram um canal no Youtube para que os interessados não perdessem os melhores momentos, ou os mais tensos. Segue abaixo o depoimento do Douglas. As citações são trechos mencionados em depoimentos no blog que ele escreveu para relatar sua experiência. Confira:

Depoimento do Intercâmbio do Douglas Andrade

Golden Gate

Douglas na Golden Gate Bridge

2015 foi um ano que sempre ficará marcado em minha memória, foi quando fiz meu primeiro intercâmbio. Me chamo Douglas Andrade, sou analista de T.I. e tenho 25 anos. A ideia do intercâmbio surgiu da vontade de ter uma experiência única no exterior, então junto a um grupo de 13 pessoas saímos do Brasil com destino a San Francisco, na Califórnia. Continuar lendo

O que você aprende nas aulas de Business English? Confira o depoimento de Gabriela Brasil!

Você passou anos estudando inglês, o que contribuiu para várias oportunidades profissionais e talvez o conhecimento do idioma foi inclusive o fato decisório para a obtenção da vaga que você está hoje. Mas ao começar a definitivamente se comunicar em eem uma segunda língua no trabalho, você pensou: Putz, agora ferrou! É muito mais difícil do que você pensava. Se você utiliza inglês no seu trabalho, provavelmente deve ter se deparado com esta situação. Imagina então, o brasileiro que vem trabalhar nos Estados Unidos, além da dificuldade do idioma, o profissional ainda terá que lidar com o choque cultural.

O modo como se faz negócios em outro país também é diferente. Então além aprender a falar”, é preciso “falar do jeito deles”. Não basta aprender o idioma, agora você vai precisar falar com um vocabulário mais aguçado, mais formal, além de entender o jeito e as técnicas deles para alcançar os resultados. E para falar um pouco mais sobre este tema, mais uma vez temos a participação da Gabriela Brasil, que fez o curso de Business English e vai nos contar sobre sua experiência e o que aprendeu sobre a cultura americana no mercado de trabalho. Continuar lendo

Como estudar inglês e não gastar nenhum centavo: Adult School!

Com a alta do dólar estudar em uma escola de baixo custo tem sido uma busca constante dos brasileiros. Se o curso for de graça então, melhor ainda! Nós já comentamos em artigos anteriores sobre a oportunidade dos colleges e agora vamos abordar mais uma alternativa que são as Adult Schools.

Adult Schools

O que é uma Adult School?

Screen Shot 2016-01-28 at 9.54.48 PM

Adult Schools. Fonte: pixbay.com

 

As Adult Schools são escolas designadas a prestar treinamentos para estudantes que não fizeram o ensino médio ou que querem dar continuidade aos estudos para se capacitar para o mercado de trabalho e um dos cursos oferecidos por todas elas é o de inglês como segunda língua. Os cursos destas  escolas são financiados pelo estado e portanto, grande parte dos cursos é gratuito ou tem um custo bem acessível.

Continuar lendo