7 razões fundamentais para a existência do Vale do Silício

Você provavelmente já se deparou com o nome Vale do Silício muitas vezes, mas você sabe como foi que a região mais inovadora do mundo nasceu?

Entenda as 7 principais razões do Vale do Silício existir

1. Stanford University

Quando o casal Leland e Jane Stanford resolveram criar Stanford, primeiramente eles visitaram as melhores universidades dos Estados Unidos. Nas visitas, o casal observou que os alunos não tinham uma educação apropriada para o mundo, então um dos principais objetivos desta instituição era oferecer aos futuros alunos: Personal success and direct usefulness in life, ou seja, poder praticar tudo que você aprende em sala de aula para obter sucesso pessoal. Para isto, o aprendizado iria abranger além das lições na sala de aula, experimentos em laboratórios, estudo teórico em livros,  uma intensiva atuação na sua área de estudo, integrando o aprendizado com a indústria. Os professores eram constantemente incentivados a se relacionar e fazer parcerias com líderes das empresas e com o governo para que os estudantes tivessem a oportunidade de adquirir experiência na área em que desejavam atuar. O local escolhido foi Palo Alto que era na época uma fazenda, e por isto até hoje muitos se referem ao espaço como “The farm”. A fazenda, seria o local ideal para instruções relacionadas a agricultura. Além do mais, um dos diferenciais de Stanford era a igualdade dos sexos, já que poucas universidades naquela época ofereciam educação superior para mulheres.

IMG_0901

Stanford University

2. The vacuum tube

Esta foi uma das invenções mais significativas do século 20. Resumidamente, refe-se a criação de válvulas capazes de controlar correntes elétricas que são utilizadas para retificação, amplificação e mudança nos sinais elétricos. Os efeitos desta descoberta contribuíram para avançar a tecnologia eletrônica e o desenvolvimento e comercialização do rádio “broadcasting”, televisão, radar, gravação de som, reprodução, reforço e posteriormente da conexão de telefones, computadores digitais e controles de processos industriais. Muitos inventores famosos tentaram utilizar estas válvulas, entre eles: Thomas Edison, Eugen Goldstein e Nicola Tesla. A invenção ajudou nos avanços na telefonia e permitiu com que as linhas telefônicas funcionassem de costa a costa no país revolucionando a tecnologia utilizada na transmissão e receptores do rádio.

Screen Shot 2016-02-23 at 12.55.32 PM.png

Vacuum Tube. Fonte: diyaudioprojects.com

Uma placa de bronze na esquina da Channing Street e a Emerson Avenue em Palo Alto marcam onde o inventor De Forest criou os 3 elementos do “radio vacuum tube”.

Screen Shot 2016-02-23 at 12.26.19 PM.png

Eletronic Research Laboratory. Fonte: blog.parrikar.com

Esta descoberta significou o inicio da revolução eletrônica do século 20 e solidificou a reputação da área nas inovações eletrônicas.

3. Moffett Field

Screen Shot 2016-02-23 at 1.12.37 PM

Moffett Field. Fonte: past heritage.org

Laura Thane Whippe obteve sua licença para atuar como real state em 1920 e tinha um senso aguçado para o desenvolvimento econômico. Uma parcela de terra entre Sunnyvale e Mountain View estava na sua lista, na época a terra era uma extensa plantação de brócolis, mas ela acreditava que poderia atrair a base aérea US Navy para a região, o que iria trazer empregos, comércio, pesquisas e desenvolvimento. Ela sabia que o exército estava em busca de um local na costa West para servir de base para aviões e solidificar sua linha de defesa. Ela e líderes do comércio de Mountain View e Sunnyvale fizeram um filme para convencer as autoridades sobre os benefícios de se instalar naquela região. Em 10 minutos, o filme identificava 3 motivos pelos quais aquele espaço deveria ser utilizado pela “Navy”: 1. A posição da bahia de San Francisco que é portão para a Ásia. 2. As condições climáticas – ótimo clima e vento que favorecem inovações em tecnologias aereas e 3. O recurso das universidades locais (Stanford/ Santa Clara University e San Jose State que contribuem com estudos e pesquisas), além da facilidade dos aeroportos locais. Encorajaram também a população local e convenceram todos a ajudar financeiramente para adquirir a terra. Todos estavam convencidos dos benefícios econômicos e das oportunidades de crescimento que seriam proporcionados com a vinda da US Navy para a região. O Moffett Field se tornou o local onde eram fabricados materiais e os aviões eram montados. Posteriormente a Nasa e o Ames Research Center foram anexos ao Moffet Field proporcionando liderança no que diz respeito a astrobiologia, procura por planetas habitáveis, sistemas inteligentes e supercomputação.

4. Os pais do Vale do Silício

Confira nosso artigo “Conheça os pais do Vale do Silício” e entenda porque os profissionais Frederick Terman e Willian Shockley são tão importantes para esta região.

5. O crescimento da industria eletrônica

Em 1940 a indústria era voltada para a agricultura e havia havia alguns engenheiros e maquinistas que trabalhavam em corporações de rádio, 3 décadas depois o jogo se inverteu e em 1970, 58000 trabalhadores estavam concentrados em empresas de componentes eletrônicos. Estes componentes eram em sua maioria utilizados em sistemas e produtos militares. Duas das principais empresas desta área foram HP – Hewlett Packard e Varian Associates. Bill Hewlett and David Packard foram alunos de Terman e fortemente encorajados pelo professor a começar sua própria empresa. Em 1938 receberam um investimento de $538 para unir as forças e fazer a Packard’s garage, a garagem considerada o berço do Vale. O primeiro cliente destes caras foi a Walt Disney Productions que utilizou a empresa para instalar o sistema de som nos seus teatros. Já a Van Associates era a empresa dos dois irmãos que criaram o Klystron tube, utilizado como amplificador. Pesquisadores utilizaram o klystron para entender melhor sobre equipamentos de radar que foram utilizados na força aérea. Foi a primeira empresa a fornecer benefícios para os colaboradores antes deles se tornarem obrigatórios no país. Clara, A mãe de Steve Job’s trabalhou nesta empresa como bookkeeper.

6. A cultura Spin-Off

Em 1960 a Fairchild utilizou por toda a região o slogan: We started it all – orgulhosos por serem os pioneiros na indústria. Os 8 homens que formaram o grupo foram conhecidos como: “Fairchildren”, pois muitos destes fundadores deixaram a empresa para iniciar seus próprios negócios. Ai surgiu a Intel e posteriormente 130 outras empresas que iniciaram a partir deles. Cada fundador tinha a obrigação moral de difundir a cultura onde não apenas não existia hierarquia, mas também distinção social. Assim, em 1960, a península de San Francisco, mais especificamente o condado de Santa Clara já era conhecido por ser o Hub de empresas de sucesso, o que solidificou a reputação da área como a capital da inovação do mundo. Atraindo novas ideias, pessoas talentosas dinheiro e empresas de diversos lugares do mundo.

7. O crescimento do Venture Capital

O sucesso da indústria eletrônica e de semicondutores atraiu o interesse dos investidores da costa Oeste. Todavia, 3 eventos fizeram os ventures capital voltar as atenções para o Vale.

Primeiro, foram os IPOs das 3 empresas que se tornaram públicas: Varian em 1956, Hewlett-Packard em 1957 e Ampex – que fez os primeiros aparelhos para gravação em fitas em 1958.

O segundo evento, permitiu que o Small Business Administration – SBA, pudesse licenciar o gerenciamento de empreendedores de pequenos negócios. Esta ação foi um incentivo fundamental pois permitia o acesso de recursos federais que poderiam ser medidos em 4:1 contra os o capital privado.

O terceiro, foi o desenvolvimento de parcerias em 1970, as quais ofereciam uma melhor estrutura e investimento do que as oferecidas pelas Companhias de Investimento em Pequenos Negócios. Tais parcerias, solidificaram o modelo de Venture capital onde parceiros poderiam cobrar 1 a 2.5% dos fundos captados para cobrir salários e taxas. Os parceiros iriam também cobrar em torno de 20% pelos lucros de tais fundos. Isto foi crucial porque pela primeira vez os investidores garantiram um retorno baseado na performance do investimento.

Estas foram as 7 principais razões para a formação do que conhecemos hoje como Vale do Silício, considerada a “Meca da inovação”.

Anúncios

3 comentários sobre “7 razões fundamentais para a existência do Vale do Silício

  1. Pingback: Eu deixei “um pedação” do meu coração em San Francisco! Confira o depoimento da Julianne Lee | Acontece no Vale

  2. Pingback: Pessoas e tecnologias que mudaram o mundo, conheça o Museu da Intel! | Acontece no Vale

  3. Pingback: Missão no Vale do Silício | Acontece no Vale

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s