10 características para fazer um intercâmbio como gente grande

Se você tem o sonho de viver uma experiência no exterior, esteja preparado para enfrentar dificuldades que vão muito além do que sentir saudades de casa, da família e dos amigos. Esteja preparado para mergulhar em uma cultura completamente diferente da sua, onde você é o estranho e terá que se adaptar ao novo.

Fazer um intercâmbio é muito mais parecido com um plano de negócios do que se imagina. O intercambista deve literalmente empreender e realizar o seu intercâmbio como se fosse um business – um negócio. Mais do que uma viagem cheia de aventuras, o intercâmbio tem seus desafios e você precisa entender quais comportamentos são necessários para tirar o melhor proveito dessa jornada.

how-to-overcome-fear-1062166-TwoByOne

Fonte: Journey Dream

Seja um empreendedor do seu intercâmbio

Para enfrentar toda a sorte de desafios e pedras que aparecerão no seu caminho, você deve ter um espírito e atitude de um empreendedor. Por mais que você não seja um deles ou nem tenha a intenção de vir a ser, veja quais são as 10 características empreendedoras que te ajudarão a superar os contratempos e atingir seus objetivos ao realizar um intercâmbio.

1. Busca de oportunidades e iniciativa

Um empreendedor precisa agir com proatividade, antecipando-se a situações. Na pele de um intercambista, essa característica significa que não basta estar em outro país, você tem que estar imerso a cultura local. A melhor forma de fazer isto, é se conectando com nativos. Mas como se conectar com nativos? Esse é o “x” da questão! Saia do casulo, vá para a rua, participe de eventos, converse com as pessoas, mesmo que você não fale o idioma. Afinal de contas, é para isso que você veio, idioma é apenas um meio de comunicação. Se você não domina o idioma local, a comunicação pode se dar de diversas formas. Gestos, expressões, linguagem corporal, mímica, seja que for. Comece de algum jeito e evolua com o tempo. Se você tiver iniciativa, certamente encontrará a melhor forma de aproveitar a sua vivência no exterior.

2. Persistência

Essa característica empreendedora fala por si só. Usando um dos exemplos acima e assumindo que você tomou iniciativa de sair do casulo e ir em busca de oportunidade para viver a nova cultura, imagine que você falhou. Ao chegar no país ninguém entendia nada do que você gostaria de dizer e você entendia eles menos ainda, você ficou nervoso e travou. Não encontrou pessoas abertas a novas amizades ou que se esforçassem para entender as suas mímicas. Tente novamente! Não desista! Não enfraqueça diante dos obstáculos! Use cada pedra no caminho como um trampolim. Cada não que você supera, significa que você está mais perto sim. Quantos “nãos” você precisa para chegar ao sim? Supere-os! Lembre-se dos objetivos que levaram você até outro país! Não os perca de vista! Foco nos objetivos para superar cada desafio! Desistir nunca, retroceder jamais!

3. Correr riscos calculados

Todos que estão fazendo um intercâmbio, certamente estão correndo riscos. Estar em outro país é aceitar correr uma boa quantidade de riscos. Desde que sejam calculados, por qual motivo você não deve enfrenta-los? O risco que você corre quando uma coisa sai completamente diferente daquilo que você esperava, é o risco do aprendizado. Ou seja, se você errou ao fazer tal coisa, as chances são de que você aprendeu, pelo menos, o que não deve ser feito. Obviamente você não deve ser inconsequente a ponto de tomar decisões insanas que comprometam a sua permanência no local ou correr risco de vida. Antes de fazer algo que lhe pareça ousado demais, estude um pouco sobre a cultura local. Na dúvida, não ultrapasse. Mas se por acaso você ultrapassar, reconheça o erro, peça desculpas e tente novamente de um jeito diferente.

4. Exigência de qualidade e eficiência

Viva seu intercâmbio com qualidade. Saiba aproveitar ao máximo as oportunidades que surgem quando você está em um novo país. Imagine quanta gente nova você pode conhecer. Quanta coisa nova poderá aprender a fazer. Quantos aprendizados que servirão para a vida, se você souber aproveitar seu intercâmbio com qualidade. Seja profundo em suas relações, seja interessado e aprenda de fato com toda oportunidade ou desafio. Ofereça algo de valor para as pessoas que você vai conhecer. Ao visitar um local, preocupe-se menos com a selfie para publicar no Facebook e mais com a história daquele lugar, daquele povo, daquela terra. Melhore a cada dia e exceda as suas próprias expectativas com essa experiência no exterior.

5. Comprometimento

Seja comprometido consigo mesmo. Assuma as responsabilidades sobre tudo o que acontece na sua vida. Isso vale para a vida como um todo. Para a vida de um intercambista, isso significa que você não deve culpar o “sobrenatural de almeida” quando alguma coisa der errado. Você é o responsável por tudo o que acontece com você durante o seu intercâmbio. Assuma o controle e faça ele valer a pena, mesmo que isso custe alguns sacrifícios. Afinal, ninguém disse que viver uma experiência fora das suas raízes seria fácil. Viver fora do país é coisa de gente grande. Seja grande e comprometido consigo mesmo, sem medo de errar e ser feliz.

6. Busca de Informações

Sabe tudo aquilo que você leu no Google, em Blogs (inclusive aqui no Acontece no Vale), na Wikipedia ou tudo aquilo que os amigos falaram sobre aquele lugar para fazer intercâmbio? Tudo pode cair por terra quando você se deparar com a nova realidade. Cada um de nós tem a sua perspectiva sobre o mundo e sobre as coisas que acontecem nele. Sendo assim, aquela cidade que eu acho maravilhosa para fazer intercâmbio, pode ser um desastre para você. Não existe melhor maneira de entender como as coisas funcionam do que vivenciando essas coisas. Por isso, a busca por informações do local onde você vai fazer seu intercâmbio, tem que ser muito mais profunda do que você imagina. Além de todas citadas anteriormente, nada melhor que conversar com pessoas que vivem há muito tempo no local para entender como a coisa funciona. Como fazer isso? Acho que uma tal de internet e grupos nas redes sociais podem te ajudar.

7. Estabelecimento de metas

Antes de você sair do país, é fundamental que você saiba quais são as suas metas com seu intercâmbio. Se você é daqueles que diz “vou tentar a vida fora do Brasil”, cuidado, você pode ser dar mal. Você até pode tentar uma vida fora do Brasil, mas quais são os objetivos? Tentar não significa conseguir! Se você está tentando uma ter uma vida melhor no seu país e até agora não conseguiu, o que garante que você conseguirá em outro país, onde você deverá lutar para ser aceito, deverá aprender um novo idioma e, mais que isso, muitas vezes terá que começar do zero?! Estipule suas metas de forma clara e objetiva! Se por exemplo você tem como objetivo aprender um novo idioma, qual nível você quer atingir e até quando? Seja específico e saiba exatamente o que você quer. Isso irá ajudar a encarar melhor qualquer desafios que possa surgir além de te fazer a manter o foco.

8. Planejamento e monitoramento sistemáticos

Você tem um sonho e esse sonho é fazer um intercâmbio. Ok, tudo muito lindo quando você está sonhando. Se você ainda está sonhando, está na hora de acordar ou essa tal vida vai passar e quando for tarde demais, você se dará conta que não há mais tempo de viver uma experiência no exterior. Porém, para realizar é preciso planejar. Você não precisa de um mega planejamento de 800 páginas encadernado em papel de alta qualidade e com capa dura. Você precisa saber e prever minimamente tudo o que é preciso fazer antes, durante e depois do intercâmbio para aproveitar ao máximo aquela que pode ser a melhor experiência da sua vida. Também pode ser a pior, caso você não faça um planejamento, pelo menos, razoável. Saiba que por melhor que seja o seu planejamento, ele sofrerá alterações, pois uma coisa é planejar quando você está no conforto da sua terra natal, outra coisa é quando o intercâmbio acontece. Fique ciente que seu plano irá sofrer alterações, mas para que você faça alterações, é preciso ter um plano.

9. Persuasão e rede de contatos

O famoso networking. Lembra daquela pessoa que trabalhou com você há muito tempo e agora você acompanha ela nas redes sociais? Essa pessoa pode ser uma grande aliada na realização do seu intercâmbio. Naturalmente você deve imaginar aquela pessoa que passou ou está passando por tal experiência. Por esse motivo, é fundamental manter viva uma boa rede de contatos. E manter viva, não significa apenas curtir a foto da pessoa. Manter uma relação viva é conversar eventualmente, mostrar interesse, agregar valor, mandar um e-mail ou uma mensagem no dia do aniversário, cumprimentar por alguma conquista, pedir ajuda etc. Existem “N” formas de se manter uma relação com uma pessoa, mesmo que você não trabalhe mais com ela ou que não tenha um contato pessoal muito próximo. Muitas vezes tal pessoa não tem as respostas para as suas dúvidas, mas muito provavelmente ela sabe quem tem. Não desperdice contatos.

10. Independência e autoconfiança

Acredite em você. Seja determinado e otimista mesmo diante de opiniões diferentes. Muitas pessoas o chamarão de louco quando você comentar que deseja fazer um intercâmbio. Muitos dirão que você já não tem mais idade para tal. Outros dirão que você não deve abandonar o seu país de origem. Você vai escutar tudo que é tipo de opiniões, dicas, sugestões, conselhos, ideias, mas no final do dia, a decisão é sua! Ninguém está na sua pele para saber o que você está sentindo. Ninguém é capaz de tomar uma decisão sobre você mesmo, melhor do que você que convive consigo mesmo desde que nasceu e conviverá até o fim. Confie mais nas suas próprias opiniões sobre você mesmo, do que nas opiniões de quaisquer outros. Afinal de contas você vai arcar com as consequências das suas decisões. Se tudo der errado, você terá aprendido muito sobre você mesmo. Se der certo, a sua história servirá de exemplo para muita gente. Se você quer dê certo, faça por você!

Esse texto foi escrito por quem está vivendo uma experiência no exterior pela primeira vez na vida, aos 38 anos de idade. Prazer, meu nome é Daniel Vargas e posso dizer que estou vivendo uma experiência que não terminará quando voltar ao Brasil, pois os aprendizados que estou colhendo servirão para melhorar a minha vida e de todos que enxergam em mim, um exemplo.

As características descritas acima fazem parte do curso EMPRETEC do Sebrae e este curso se propõe a formar empreendedores, desenvolvendo características para tal. Quando me dei conta que viver um intercâmbio exige o mesmo que um negócio exige de um empreendedor, resolvi compartilhar com o mundo.

Anúncios

5 comentários sobre “10 características para fazer um intercâmbio como gente grande

  1. Boa Noite, parabéns pelo seu blog. Desde o texto as fotos que vc posta.
    Vc tem alguma indicação de escola pra fazer intercambio para adulto?
    Obrigada por dividir a sua experiência.
    Att Perla

    Curtir

    • Olá Perla. Obrigada 😀
      Tem muitas escolas. inclusive muitas adult schools. Tudo vai depender do seu orçamento, de quanto tempo pretende estudar, onde vai morar.
      Dá inclusive para fazer aulas particulares se você pretende não se misturar com os adolescentes. Nas escolas tem de 18 á 70 anos, a maioria é tudo misturado!
      Att,
      Wal.

      Curtir

  2. É muito bom ler tudo isso. Independente do tempo do intercâmbio, é uma experiência que depende muito de si mesmo e são com as dicas desse post que estou levando adiante para fazer o meu intercâmbio (de duas semanas somente), mas com o planejamento e o comportamento necessário para que a jornada seja ótima! Em março/16 eu estarei aí em San Francisco!

    Curtir

    • Olá Marillo,
      O objetivo deste blog é te ajudar para que você tenha a melhor das experiências. Vou adorar te conhecer quando você estiver aqui. Se tiver sugestões de artigos, manda pra gente 🙂
      Um abraço,
      Waldana.

      Curtir

  3. Pingback: A melhor experiência da minha vida, confira o depoimento do Intercâmbio do Douglas! | Acontece no Vale

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s