Perdeu o passaporte no exterior?

O blog Viajando Direito dá dicas de como proceder caso o seu passaporte seja perdido ou roubado no exterior. Vale a pena conferir:

PassaporteSe durante uma viagem internacional você se der conta de que o passaporte não está mais com você, a primeira coisa a fazer é procurar um Distrito Policial local para registrar a ocorrência. Feito isso, acesse o site Portal Consular (www.portalconsular.mre.gov.br), do Ministério de Relações Exteriores, para preencher o formulário on-line de solicitação de passaporte. Verifique sobre o consulado Brasileiro em San Francisco aqui.

Você terá que ir a um deles com o B.O. e o protocolo de solicitação impresso. O valor da taxa é de US$ 80, no entanto, será cobrado o dobro, porque você não poderá apresentar o passaporte anterior, ou seja, US$ 160. O documento ficará pronto no prazo de sete a dez dias úteis.

Vale ter em mente que o passaporte será entregue como um novo, ou seja, sem os vistos que o anterior tinha, o que pode ser um problema, especialmente se a sua intenção for continuar a viagem a partir daquele destino. Por outro lado, se você quiser apenas voltar ao Brasil, e a sua passagem estiver marcada para antes do prazo estabelecido para a retirada do documento, você poderá solicitar uma ARB (Autorização de Retorno ao Brasil), documento gratuito fornecido pelo Consulado, que permite o deslocamento, sem problemas.

De segunda a sexta, das 8h às 20h, o Núcleo de Assistência a Brasileiros pode oferecer mais orientações pelo telefone (61 2030-8804/8803/ 8805) ou por e-mail (dac@itamaraty.gov.br).

Outros dois inconvenientes: não existe serviço de urgência para o documento pedido no exterior, e o prazo de validade do novo passaporte poderá ser reduzido, a critério da autoridade consular.

Vale lembrar que os meses de férias (dezembro, janeiro e julho) são os mais movimentados no setor de passaportes das representações consulares, o que aumenta o tempo de espera para a emissão.

SEGURADO

Para quem tiver seguro-viagem, a assistência em caso de perda de passaporte é limitada, mas existe.

Há dois tipos de seguro. Dependendo do contrato que você assinou, ele pode: oferecer só a orientação por telefone, ou oferecer uma assistência mais ampla, que realiza um empréstimo.

Neste segundo caso, é disponibilizado um valor pré-combinado para ajudar tanto no pagamento da taxa que deverá ser paga na solicitação do novo documento quanto nos preços das diárias dos dias a mais que a pessoa, provavelmente, terá de ficar no local e quando o viajante retornar ao Brasil terá de pagar pelo empréstimo com o acréscimo das taxas que tiverem sido gastas com o envio do dinheiro.

AÉREO

A perda de documento não justifica a isenção de multa para remarcação do bilhete. Isso porque será a chamada “regra tarifária” dele que vai determinar se o turista está ou não sujeito à multa para remarcação. Passageiros de primeira classe ou classe executiva provavelmente não precisarão pagar multas para remarcação.

Fonte: Viajando Direito.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s